O Ikwa e sua utilização das redes sociais na web20

Primeiro vou dizer como tudo começou. Eu estava em casa na madrugada e descobri essa rede social. Eu vi que cabia dentro da proposta do que eu queria para o conteúdo do blog da Free Life e de casa enviei um e-mail para minha conta no trabalho. Também vi que tinha um blog mas estava desatualizado. Chegando no trabalho no dia seguinte, olhei com mais calma e joguei no twitter o site e disse que também havia um blog, mas era uma pena pois estava desatualizado. E foi ai que a coisa ficou boa.

Foi logo depois de comentar no twitter, que recebi uma resposta do @laercio_ribeiro dizendo que o blog da Ikwa estava atualizado. Ele foi muito educado e eu respondi também a altura mas pedi que ele me mandasse o link do blog pois eu estava acessando também um blog que estava desatualizado. Esta foi minha primeira contribuição, pois o Laercio realmente descobriu que um blog que eles tinha feito há um tempo para um evento específico ainda estava no ar. E a coisa não para por ai…

O Ikwa é o canal de conteúdo, serviços e networking para quem leva a sério a escolha da carreira e o crescimento profissional. Ikwa, no dialeto africano Sotho, significa “estar consciente, escutar a si mesmo”. E é em torno dessa idéia que o Ikwa vai construir uma comunidade para informar e inspirar as pessoas na busca da realização profissional. Achei isso fantástico e resolvi fazer um post no blog da Free Life pois considerei um conteúdo relevante para os leitores do blog da empresa de formaturas que trabalho, que por sinal, hoje, 02 de julho de 2009, faz dois anos. Fiz o cadastro e fui ver o conteúdo que eles ofereciam. Eles tem vários vídeos (parabéns a equipe) dos próprios profissionais comentando sobre a profissão. Destaque para o vídeo do Marcelo Tas do programa CQC que fala, sobre a profissão de produção audiovisual.

Eu fiquei tão animado por ter encontrado esse conteúdo que fui direto no blog da Free Life para postar os vídeos, para somar ainda mais ao meu artigo. Mas infelizmente este recurso de incorporar e compartilhar os vídeos não estava disponível no site do IKWA. Ai eu fiquei tão desanimado com isso que fui falar com o Laercio que entrou há pouco tempo e é responsável pela tecnologia da Ikwa. Sinceramente achei que não iria dar em nada. Mas pouco tempo depois (pouco tempo mesmo, sem querer fazer média, afinal nem conheço eles) o Laercio me retorna pedindo email para mantermos contatos, pois queriam sugestões de como fazer, para que este material fosse compartilhado. Fiquei muito feliz com isso.

Fiquei tão feliz e satisfeito com essa minha pequena contribuição que estou fazendo este post espontâneo sobre um serviço e uma marca na internet que até dois dias atrás, eu não fazia ideia que existia.

Existe uma preocupação compreensível por parte da empresa de manter o usuário no site deles. Mas sinceramente eu acredito que se um ou dois vídeos deles estivesse inserido aqui nesse post você não deixaria de entrar no site para ter mais informações por causa disso. Ou se você abrir seu email e tiver o vídeo lá pois um amigo te enviou sabendo que aquele assunto te interessa, você iria assistir o vídeo e procurar por mais informações no site da empresa. Ah, existe a possibilidade de você mandar para um amigo do site, não fiz o teste e não sei se vai o link apenas ou o vídeo todo, acredito que apenas o link.

Então vou colar abaixo o último contato que tive com o Laercio.

Oi, Israel. Enquanto não resolvemos nosso modelo interno (que vai ter impacto, inclusive, no nosso player)  que controla acesso por tipo de conta que o usuário tem)temos uma parceria com o UOL Mais – que tem o código para embutir. Estamos publicando a parte inicial (“o que é?” de aprox. 1 minuto) dos vídeos, com uma chamada para o nosso site. Mas, de qualquer maneira, é menos do que nada. Por exemplo, vc tem lá o do Tas – http://mais.uol.com.br/view/232013, entre outros.

Assim que funcionar com o redirecionamento, eu aviso. Enfim, é um “paliativo”.

Com certeza estarei publicando aqui um ou dois vídeos do projeto deles que realmente é muito bacana mesmo.Gente, fala sério, isso é maravilhoso. Quantas empresas que vc´s conhecem que tomam uma atitude dessas assim rápido ? Claro que provavelmente já sabiam dessa pequena falha mas o fato é que ouviram minha sugestão, sem alterar o roteiro e objetivos que a empresa tem.

Então é isso, estou eu aqui parabenizando a Ikwa pelo excelente uso das mídias sociais e tenho certeza que em breve receberei a resposta do Laercio com a possibilidade de inserir os vídeos. Atualização Sexta feira, 03 de Julho 2009. Um dia após o post ser feito. Já recebi a resposta do @laercio_ribeiro e eles realmente usaram a estrutura do Uol Mais e lá é possivel incorporar os vídeos.

Deixe um comentário